Acta (Português)

Acta do encontro de criação da rede DDDL

1. Decisão acerca da formação da rede

No dia 5 de Outubro de 2011, as pessoas em baixo referidas, presentes na Assembleia Constituinte, criaram a Rede Europeia de Literatura Digital: Digital Digital Digital Littérature (DDDL) que tem como objectivo promover e apoiar iniciativas dos seus membros nas áreas da cultura e investigação em literatura digital. A Rede pretende disseminar informação acerca de eventos relacionados com literatura digital, ajudando autores e investigadores a participar nos mesmos, bem como a participar na organização de eventos culturais ou académicos.

A Rede está aberta a pessoas que trabalham em literatura digital como autores, investigadores ou agentes culturais, desde que o seu endereço permanente se enquadre num dos países da União Europeia, da Suiça ou da Noruega.

2. Organização de transição

A Rede DDDL tem uma comissão de decisão que assegurará o seu controlo. Cada país está representado na comissão por um membro da associação. Cada país tem uma voz na tomada de decisões independentemente do número de membros que tem na Rede. No presente momento a comissão tem quinze membros que a representam:

  • França: Philippe Bootz, Presidente da Rede
  • Holanda: Patrick Burgaud
  • Bélgica: Fabio de Vivo
  • Reino Unido: Jerome Fletcher
  • Itália: Giovanna de Rosario
  • Espanha: Laura Borràs
  • Finlândia: Raine Koskimaa
  • Irlanda: Michael Maguine
  • Portugal: Rui Torres
  • Noruega: Scott Rettberg
  • Alemanha: Jörgen Schäffer
  • Eslovénia: Janez Strehovek
  • Eslováquia: Zuzana Husarova
  • Suiça: Roberto Simanowski
  • Suécia: Maria Endberg

Esta comissão é responsável pela proposta das propostas de trabalho e pela constituição da Rede. A estrutura final será proposta em Outubro de 2012.

3. Decisões tomadas durante o encontro

Chegou-se a acordo relativamente à aquisição do domínio DDDL.eu, que será alojado no provedor OVH. Esta aquisição será levada a cabo por Philippe Bootz. O primeiro website da rede, com uma apresentação sumária da rede e da lista dos seus membros nos vários países e linguagens, será feito por Rui Torres. Scott Rettberg abrirá uma conta no Facebook para a Rede.

A Rede tem uma estrutura informal, isto é, sem uma substância legal; não se constituirá formal e legalmente de acordo coma s leis de alguns dos Estados Membros. Trata-se de uma estrutura global e abrangente que monitorizará a possibilidade e os constrangimentos legais.

4. Assuntos pendentes: estrutura legal

A estrutura legal mais apropriada para a Rede foi também discutida. Várias possibilidades deverão ser exploradas no que diz respeito a necessidades relativas a organizações culturais, a União Europeia, bem como autoridades nacionais e académicas:

  • Criação de uma Fundação
  • Estruturação da Rede como uma associação Europeia
  • Criação de uma associação nacional, localizada em um dos países membros
  • Criação de uma rede de associações em vários países
  • Utilização de associações existentes que se enquadrem nas actividades da Rede.

Em todo o caso, as estruturas legais que serão usadas deverão constituir ferramentas ao serviço da Rede.

5. Lista de membros da Assembleia Constituinte

  • Patrick Burgaud
  • Odile Farge
  • Alexandra Saemmer
  • Bootz Philippe
  • Fabio de Vivo
  • Asun Lopez-Varela
  • Maya Zalbidea Paniagua
  • Jerome Fletcher
  • J.R. Carpenter
  • Sandra Hurtado
  • Giovanna di Rosario
  • Laura Borràs
  • Raine Koskimaa
  • Michael J. Maguire
  • Rui Torres
  • Scott Rettberg
  • Jörgen Schäffer